quarta-feira, agosto 23, 2006

"Eu, Lúcifer" de Glen Duncan


"Eu, Lúcifer, Anjo Caído, Príncipe das Trevas, Portador da luz, Governante do Inferno, Senhor das Moscas, Pai das mentiras, Apóstata Supremo, Tentador da Humanidade, Serpente Velha, Príncipe deste mundo, Sedutor, Acusador, Atormentador, Blasfemo e, sem sombra de dúvida, a Melhor Foda do Universo vísivel e invisível ( perguntem à Eva, essa descarada!), decidi õ-lá-lá-lá! contar toda a verdade!

Toda? Bem, quase toda. Estou a pensar utilizar isto como título: Quase Toda. Não acham que tem uma certa modéstia pós-milénio? Quase Toda. A minha versão da história. O funk. O jive. O boogie. O rock´n roll. (Fui eu que inventei o rock´n roll. Nem imaginam as coisas que eu inventei. O sexo anal, obviamente. Fumar. Astrologia. Dinheiro...Não desperdicemos mais tempo: tudo aquilo que existe para vos distrair quando tentam pensar em Deus. O que...na verdade...é quase tudo o que existe no mundo, não concordam? Deuses."

Procurem minhas crianças, busquem e saboreiem este néctar da literatura...

Post Scriptum - just read and enjoy...silence might be needed...