segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Dia exaustivo, emocionalmente nem se fala. Começo a ficar habituada. Faço compras, rio-me no café, leio no autocarro, rodo a chave, suspiro, ligo a àgua, deixo correr, ligo o aquecedor, a casa parece cada vez mais fria, deve ser da solidão, entro no meu mundo aquàtico e mergulho nos meus pensamentos macabros, solitários, despidos, saio enrolo-me no roupão que deixei em cima do aquecedor para me aquecer, a sensação de arrepio quente percorre-me as costas. Arrasto o aquecedor atrás de mim até à minha toca, minha gruta, minha bolha actimel que me protege dos perigos de lá de fora e me faz pensar ainda mais...
Gosto da sensação de mudança de temperatura súbita, gosto do arrepio, gosto do quente...
Gosto...