quarta-feira, setembro 30, 2009




Li agora o teu email. Ouço cada palavra sair da tua boca como se mas sussurrasses ao ouvido. Nunca estás longe, porque nunca estiveste. O tempo não tem tempo para nós porque para nós ele não existe. O que se espaça entre nós não são dias ou noites sem nos vermos, é um cordão, umbilical, que quando está longe começa a vibrar, vibra, vibra muito, imenso. Quando estamos perto ele laça-se à nossa volta a envolver-nos no abraço que somos nós, eu e tu completas de tudo e com tudo. Porque no fundo sei que me bastas mesmo quando nada mais há e porque casa pensamento meu te chega à velocidade telepatica da nossa luz.

Até já my love.*

Post Scriptum - Esta é para ti, porque me sabe indiscrtvelmente bem ouvi-la.