segunda-feira, junho 22, 2009






Outro dia, disse-me a M. escrevendo e eu lendo, que muitas são as almas que nos passam, mas que só as que devem ficar ficam. É quase como aquele jogo a que brincávamos no infantário e no recreio da escola, a Linda Falua, ainda sei a canção e tudo..."que linda falua que lá vem lá vem, é uma falua que vem de Belém, vou pedir ao Sr. barqueiro que me deixe passar, tenhos filhos pequeninos não os posso sustentar, passará, passará, mas algum ficará, se não for a mãe da frente, é o filho lá detrás", e depois ficava um lá, a fila ia-se sempre encurtando. Numa analogia meio estranha (mas não são todas?)tudo se encaixa nos mesmo moldes pueris, mas desta vez não é o bibe verde que se veste, nem o collant de malha branca que se rasga no joelho por entre brincadeiras. São sapatos de salto alto, são vestidos de mulher, são lábios com cor e pequenos rasgões que se abrem de cada vez que alguém que era suosto ficar não fica. Sim, acredito que há uma mão invisivel chamada "destino" que por vezes nos embala o berço, por isso penso que quem tem de ficar fica, seja morango ou chocolate o sabor que escolhe. E quem não tem lugar nesta morada, parte, por falta de importânica, ou por achar que devia tê-la tido mais, ou simplesmente, porque achou que tinha lugar garantido, chegou um dia e reparou que estava ocupado. Não, as pessoas não se substituem, são, deveras, insubstituíveis, eu condirmo. Mas isso não quer dizer que quando há um rasgão na alma, ele não se complete, remende, ou tape, com um band aid, com uma estampa, com um sorriso, um abraço, um Amo-te. Acho que escrevo com alguém na minha mente, mas na incerteza do mesmo, apenas digo, "se a carapuça te serve".
Para os que sabem que a carapuça nem existe para eles, e sim meu Anjo, Pumpkin e Ant., obrigada pela surpresa, não, não é a da TV, é a de vocês terem chegado e marcado logo lugar vitalício, porque vocês entraram e não saíram, nem o vão fazer, nem mesmo "quando a morte nos separe". Porque os mantras entoam-se e as almas marcam-se com cheiros de incenso.



Post Scriptum - Beauty of whatever kind, in its supreme development, invariably excites the sensitive soul to tears, by Edgar Alan Poe.

3 comentários:

m. disse...

Londres? Liverpool? Barcelona? O mundo? Estamos lá! Juntos. Baby!
Foi lindo ver a tua cara de criança em véspera de Natal, ver o Ian feliz e a pensar que tens os amigos mais totós de todo o sempre. Nós amamos-te. Se tudo tem sido difícil pelo caminho, o que temos é tão natural, tão fácil, tão... inexplicável que é maior que nós. Adoro os meus meninos, a minha precious inconfunndível, a minha querida eterna e o meu cromo preferido! :D Vocês! Em que cair no chão de pijama e de roupa interior não interessa nada... porque bolas, gosto! Gosto de poder ser eu contigo, convosco.

Fazemos parte do mesmo cohort (aprendi com a laraaaa :P nascemos no mesmo ano).

86' baby! fuckin-a! :D

O breve está a chegar e depois acampamos na vossa casa novaaaa! E vamos pintar as paredes, yay!


Posso pintar-vos uma telaaaaa? Uma que te estou a dever há tanto tempo.. :)

(os sonhos são só sonhos, interessa é quem está ao teu lado, quem te abraça, quem te belisca, quem te faz acelerar, quem te faz mover! quem te faz rir tanto e chorar de emoção! estou feita uma menininha, mas adoroooo :D love ya so so much!)

ps- prato novos a fazerrrr! tenho tenho que experimentei na casa da Lara e ficaram bons :D

***'s

da tua maria*

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,