quinta-feira, setembro 07, 2006

She


É ela, é definitivamente ela. Apareci lá em casa, ela estava a despedir-se de uma amiga mas mesmo assim quando nos vimo notou-se a mesma faísca de sempre. Entrámos, começámos a conversar, parámos por 5 seg apenas a olhar e depois....o delirio!!! Pareciamos duas doidas a correr para os braços uma da outra como se não nos vissemos à séculos. As saudades eram imensas, enormes mesmo. Fiquei tão contente por tê-la visto. A paixão é assim, não se escolhe quem nem porquê, apenas nasce, acontece e somos os maiores sortudos se permanece. Permaneceu e queimou, queimou tanto ou mais que antes. Quando se gosta, gosta mesmo...e eu gosto...mesmo...bacio principeza