segunda-feira, outubro 30, 2006


Ai as saudades! Saudades tantas tantas de me sentar a um cantinho sossegadinho e simplesmente escrever. Tanto se tem passado nestes últimos tempos. Os amigos mudam, os amigos aparecem, os amigos mantêm-se, e no entanto estão sempre lá. Mas não é para falar de lamechices que aqui estamos hoje. Estas últimas semanas têm sido atribuladas, emocionalmente, muito. Ainda ando a tentar perceber se vale a pena esperar, esperar por ele. Amo-o, forte bem sei. Mas sim amo-o, à minha maneira. Dá para notar isso aqui no "meu caderno de memórias" on-line...mas agpra perguntam vocês, de quem falo eu? ah pois é! Acho que lencei um enredo a mim mesma, cruzo-me e descruzo-me nas palavras, tenho raros laivos de consciência, mas ponho óculos de sol degradé para não os ver...sinto isto, sinto aquilo e nunca consigo assumir relamente o que sinto. Fujo, para longe, muito longe ( normalmente Sintra, ou Tomar lol) ou então só mesmo para os recalcamentos assustadores que me lembram porque os recalquei.
Tanho medo de sentir e de amar...mas isso até eu sabia....

Tema da semana...anda-me a trocar os valores morais todos...

Referendo do aborto sim ou não? Sim, porque é uma escolha da mulher, dona e senhora do seu corpo e indivildualidade. Finalmente condições decentes para decisões pessoais e não mais mulheres presas, estéreis ou mesmo mortas por fazê-lo em situações ilicítas.
Não, porque apesar de ser o corpo da mulher e de ela ter de tomar essa decisão, quem é ela, ou quem somos nós para termos o direito de dar ou tirar a vida? é realmente uma decisão nossa a partir do momento que a vida é concebida? ter 1 dia ou 1 mês é a mesma coisa...é vida...

Bijoux*

João, vamos pa luta pa!